Toxoplasmose é uma doença provocada pelo protozoário “toxoplasma gondii”. Os hospedeiros desse protozoário são os felinos, entre eles o gato. Esse protozoário se fixa na parede da mucosa intestinal do animal e ao eliminar suas fezes, expulsa os cistos, que contém inúmeros toxoplasmas em seu interior. Esses cistos podem viver inertes na terra por mais de um ano. Assim, a transmissão para o ser humano da toxoplasmose adquirida ocorre através de:

  • 1) ingestão de cistos através de produtos (frutas, verduras...) que estiveram em contato com a terra contaminada e não foram devidamente lavados antes de serem ingeridos.
  • 2) ingestão de carne mal passada de animais contaminados - principalmente o porco, a cabra, a ovelha e a galinha ( menos chance de contaminação pelo gado) , que comeram algo na terra que estava contaminada pelos cistos.
  • 3) facas, garfos e mãos que manusearam carne crua de animal contaminado e em seguida manusearam outros alimentos, podem também propagar a doença.
  • 4) mão contaminada pela terra e em seguida colocadas na boca.
  • 5) através de moscas, baratas... Que transportam os cistos para outros locais.

A toxoplasmose também pode ser transmitida pela passagem do cisto pela placenta de mulheres grávidas que adquiram a toxoplasmose durante a gravidez - transmissão congênita (Figura 1). Não ocorre se a mãe já teve toxoplasmose antes de engravidar.

Toxoplasmose

A toxoplasmose também pode ser transmitida pela passagem do cisto pela placenta de mulheres grávidas que adquiram a toxoplasmose durante a gravidez - transmissão congênita (Figura 1). Não ocorre se a mãe já teve toxoplasmose antes de engravidar.

Quais são os sintomas?

Em geral a toxoplasmose não apresenta sintomas marcantes. Na maioria das vezes, pode ser confundida com uma simples gripe. Alguns casos vêm acompanhados de gânglios.

O que pode provocar na visão?

A retina é um dos locais mais frequentes para o alojamento dos cistos do toxoplasma. Quando um cisto se rompe, pode provocar uma inflamação ocular chamada de uveíte, que pode levar a um déficit visual importante. Os pacientes se queixam de mancha preta, fixa, geralmente próxima ao centro.
A uveíte causada pela toxoplasmose na vida intrauterina tende a ser bilateral e com grande possibilidade de ocorrer na região macular (região central da retina) levando a importante diminuição da visão e/ou a cegueira.

Quais os exames para saber se sou portador de toxoplasmose?

Os exames laboratoriais são:

  • Exames sorológicos (de sangue), urinários( de urina) e protoparasitológico( de fezes) que detectam doenças infecto-contagiosas.

No exame sorológico:

  • Igg – mostra a infecção em atividade
  • Igm – mostra contato anterior com toxoplasmose.

Como posso me cuidar para tentar não ter toxoplasmose?

  • A) Lave bem as mãos e unhas após manusear a terra.
  • B) Lave bem as frutas, verduras, legumes.
  • C) Não coma alimentos crus em lugares que não pode garantir a eficiência da limpeza. Dê preferência a alimentos cozidos.
  • D) Não coma carne mal passada.
  • E) Na cozinha, lave bem as mãos e utensílios domésticos, após manusear carnes cruas.
  • F) Evite moscas, baratas....principalmente em sua dispensa.
  • G) Grávidas: faça testes para saber se está com toxoplasmose . Esse exame no pré-natal pode ser importante
  • H) O congelamento de carne por, pelo menos 3 dias, diminui as chances de infecção.
  • I) Gatos domésticos devem ser alimentados com ração ou alimentos cozidos, e o local onde vive, deve ser limpo diariamente.

Prof. Dr. Paulo Augusto de Arruda Mello
Professor Associado do Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo
Presidente da Sociedade Latino Americana de Glaucoma