As festas de fim de ano estão chegando...importante saber quais os cuidados especiais com os olhos nesse período.

Inicialmente vamos esclarecer que não existe um tipo de lente de contato 100% seguras para dormir com elas.

Diversos materiais de lentes de contato foram desenvolvidos para atender as diferentes necessidades dos usuários, mesmo assim, ainda não se recomenda dormir com nenhuma lente de contato.

Mas, por quê?

O ar que respiramos é a fonte mais importante de oxigênio para a córnea. Quando o paciente usa uma lente de contato, cria uma barreira que dificulta a transmissibilidade de oxigênio para a córnea.

Ao dormirmos, fechamos as pálpebras e isso reduz a quantidade de oxigênio que a córnea precisa. Para compensar, a córnea retira o oxigênio oriundo dos vasos da parte interna das pálpebras. Quando você dorme com as lentes, impede que a córnea retire o oxigênio dos vasos, provocando hipóxia (baixo teor de oxigênio no tecido).

A hipóxia da córnea leva a edema (inchaço), dor, baixa visão, desconforto e impede que continue usando as lentes.

Assim, não é recomendado dormir com as lentes.

Caso você não esteja satisfeito com suas lentes, fale com seu oftalmologista; após analisar as suas necessidades, examinar seus olhos, escolherá uma lente que provoque menos alterações oculares, melhor visão e que vá de encontro com as suas expectativas.

Importante frisar que o uso de lentes de contato é um processo mutável, isto é, você pode estar bem com as lentes no momento atual e péssimo em um futuro próximo. Portanto, todo usuário de lente de contato deve fazer exame oftalmológico anual.

Cuidados com as lentes de contato nas festas de fim de ano.

  • Se for viajar de avião, em voo com mais de 6 hs de duração, o ideal é ir sem as lentes, devido a “secura” do ar.
  • Caso necessite usar as lentes de contato por mais de 12 horas e sem interrupção, converse com seu oftalmologista para saber se é viável, tanto pelo material da lente como pelas suas condições oculares.
  • Se for usar maquiagem, primeiro coloque as lentes de contato e depois se maquie. Retire as lentes antes de retirar a maquiagem.
  • Cuidado para não deixar entrar dentro dos olhos sprays de cabelo, protetores solar, areia da praia. Caso aconteça, lave bem os olhos, preferivelmente com soro fisiológico, ou se impossível com água corrente. Faça compressas com água fria (não gelada) filtrada e fervida, não coce os olhos.
  • Se após lavar sentir como se estivesse com corpo estranho (“cisco”) nos olhos, entre em contato com seu oftalmologista, ou procure rapidamente o pronto socorro de olhos.
  • Leve os óculos na viagem, para o caso de não poder usar as lentes (conjuntivite, infecção, ceratite...) . Leve também lentes de contato extras e os produtos de limpeza e conservação das lentes .
  • Se estiver usando lentes de contato e perceber que os olhos estão vermelhos, lacrimosos, com sensação de corpo estranho (“cisco”) ou embaçamento da visão retire as lentes. Caso os sintomas permaneçam sem as lentes, entre em contato com seu oftalmologista, me telefone , ou procure rapidamente o pronto socorro de olhos
  • Se estiver com dificuldade de retirar suas lentes de contato gelatinosas após a praia, não force a remoção. Use colírio lubrificante, espere 5 minutos e só então retire as lentes.
  • A quantidade de hidratação da lente de contato gelatinosa depende da propriedade de absorção de liquido pelo seu material e da umidade do ambiente. Por exemplo, em locais com baixa umidade de ar, a tendência é a lente perder liquido ficando ressecadas, duras, mais aderentes e mais difícil de serem removidas. Em Brasília, por exemplo, como o clima é mais seco, as pessoas sentem mais desconforto com as lentes e normalmente usam colírios lubrificantes especiais para hidratar as lentes ressecadas.
  • Cuidado com o trauma ocular em atividades recreativas, esportes, pescaria, abertura de garrafas de champanhe e em casa com facas, tesouras, produtos de limpeza.
  • Ar condicionado, vento, sol, areia, mar, piscina podem levar a irritação ocular. Nesses casos entre em contato com seu oftalmologista, ou me telefone para que possamos lhe receitar colírio lubrificante especial para usar algumas vezes ao dia sobre as lentes de contato. Use óculos de natação para sua proteção.

Prof. Dr. Paulo Augusto de Arruda Mello
Professor Associado do Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo
Presidente da Sociedade Latino Americana de Glaucoma