Dia 28 de maio é de extrema importância para as mulheres. A data marca duas lutas para a saúde feminina, o “Dia Internacional de Luta Pela Saúde da Mulher “e o “ Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna”. Ambas têm como objetivo chamar a atenção e conscientizar a sociedade dos diversos problemas de saúde e distúrbios comuns na vida das mulheres.

As mulheres já são maioria no Brasil. Segundo o último censo do IBGE, elas representam 51 % da população brasileira. Com o aumento da expectativa de vida delas, é ainda mais importante prestar atenção à saúde nas diferentes fases da vida. Por isso, é fundamental manter os exames preventivos sempre em dia1.

Doenças oculares mais frequentes nas mulheres

Segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), as doenças oculares que afetam mais mulheres do que homens são: a degeneração macular relacionada à idade, retinopatia diabética, olho seco, glaucoma, catarata, doenças oculares inflamatórias. Outro fator que contribui para a maior suscetibilidade das mulheres a doenças oculares é o fato delas estarem vivendo mais do que os homens. Segundo o IBGE, enquanto a expectativa de vida dos brasileiros é de 71,3 anos, a da população feminina é, em média, 78,6 anos. Por isso, elas ficam mais expostas à catarata, degeneração macular, retinopatia diabética, síndrome do olho seco, entre outros problemas na visão.

Além de fatores ambientais, sociais e idade avançada, os problemas oculares em mulheres podem ter causas genéticas, hormonais e imunológicas. Doenças autoimunes como lúpus, artrite reumatoide e esclerose múltipla, que podem comprometer a visão, atingem com mais frequência as mulheres.

Há também o trauma ocular, que acontece com frequência quando a mulher se maquia (usando lápis de olho, rímel, delineador, cola de cílios postiços) ou quando faz escova no cabelo, com as cerdas da escova na córnea.

Muito cuidado e atenção nessas horas.

Fonte:

Prof. Dr. Paulo Augusto de Arruda Mello
Professor Associado do Departamento de Oftalmologia da Universidade Federal de São Paulo
Presidente da Sociedade Latino Americana de Glaucoma